Estudo aponta para o fim do mito sobre o “Gene Gay”

Uma análise genética de quase meio milhão de pessoas levou à conclusão de que não existe um “gene gay” específico, BBC

O estudo, publicado na revista Science, aponta que, na verdade, há várias variações genéticas associadas a relações entre pessoas do mesmo sexo. Mas fatores genéticos só respondem por, no máximo, 25% do comportamento de pessoas que se relacionam com pessoas do mesmo sexo.

Os pesquisadores das universidades de Harvard e Massachusetts Institute of Technology (MIT) examinaram a composição genética de 409 mil pessoas inscritas no projeto Biobank do Reino Unido e 68,5 mil registradas na empresa de testes genéticos 23andMe

https://www.sciencemag.org/news/2018/10/giant-study-links-dna-variants-same-sex-behavior

Os participantes responderam se tinham exclusivamente relações com parceiros do mesmo sexo ou se também com pessoas do sexo oposto.

O mapa que mostra os Estados americanos em que você pode ser demitido ou expulso de casa por ser gay
Mapa mostra como a homossexualidade é vista pelo mundo.

A genética pode ser responsável por até 25% do comportamento entre pessoas do mesmo sexo, quando todo o genoma é considerado, segundo pesquisadores. Mas só cinco variações genéticas se associam “significativamente” ao comportamento homossexual, segundo o estudo. Juntas, explicam menos de 1%.

Ben Neale, professor de genética no Hospital Geral de Massachusetts, que trabalhou no estudo, diz que “a genética não explica nem metade dessa questão de comportamento sexual, mas ainda é um fator muito importante”.

“Não existe um único gene gay. Um teste genético para prever se a pessoa vai querer ter um relacionamento homossexual não vai funcionar. É impossível prever o comportamento sexual de um indivíduo a partir de seu genoma”, afirmou.

Fah Sathirapongsasuti, cientista sênior da 23andMe, acrescentou: “Esta é uma parte natural e normal da variação em nossa espécie e também deve apoiar a posição de que não devemos tentar desenvolver a ideia de ‘cura’ gay. Isso não é do interesse de ninguém”.

Like this article?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Share on Linkdin
Share on pinterest
Share on Pinterest
Francisco Lacerda

Francisco Lacerda

Francisco Lacerda é um artista, curador de arte internacional e editor de cultura do Pois. Trabalha para o Pois desde 2018. Já estudou e trabalha em arte, gestão, mercado de arte e gemologia. Francisco Lacerda já realizou entrevistas em representação do Pois, a artistas como: Duane Michals, Edouard Taufenbach, Anthony Lister, Manuel Braun.

Check More Posts

Leave a comment