“Over The Rainbow” Raphaël Kessler apresenta o seu último trabalho no Late Birds Lisboa Hotel

A exposição “Over The Rainbow” com a curadoria de Francisco Lacerda, apresenta um painel de 10 fotografias tiradas em Amesterdão e Paris, durante os anos 2017 e 2018. Esta exposição é uma forma de lembrar, que antes da Revolução do 25 de Abril de 1974, em Portugal vivia-se sob uma ditadura fascista que nunca toleraria nada desta ordem – nem em fotos, nem na realidade. Os velhos hábitos e princípios não se descartam fácilmente, e o casamento entre pessoas do mesmo sexo só foi aprovado por lei em Portugal em 2010. Desta forma, a exposição inclui textos sobre LGBT+, do poeta Damien Arness-Dalton e da escritora Clara Pinto-Correia.

Embora Paris e Amesterdão seja indiscutivelmente um mix estimulante de arte, cultura, e talento vanguardistas, as suas minorias continuam sub-representadas – e, como tal, de certa forma existem à margem da restante sociedade. Quando Kessler explora as mensagens subliminares de pessoas ou grupos de pessoas, conseguimos vê-las de frente, de trás, de cima, de baixo, o que hiperboliza a sua existência e confere-lhes um estatuto latente que faltava preencher.

Raphaël Kessler nasceu em 1990, em Paris. Começou a fotografar no início dos anos 20, na rua, tentando se conectar com as pessoas e tecnicamente aperfeiçoando-se com a sua fotografia. Como militante, ele foi a protestos com máquina fotográfica, e ele entendeu a importância do testemunho e história através da fotografia.

Raphaël Kessler

FL – Podemos considerar que és um artista Queer?

RK – Se ser livre de escolher a nossa opção sexual, sem ser marginalizado, então sim, sou um Queer com muito orgulho. No que toca à parte artística, acho que todos nós temos dentro de nós. Eu tento com a camara fotográfica mostrar o mundo real com todo o seu espectro de problemas e temáticas.

OVER THE RAINBOW no Late Birds Lisbon

FL – Como nasceu a ideia de tirar fotografias da Pride de Amsterdão e Paris?

RK – Nasceu de forma muito natural, pois, o que eu queria era manifestar-me, dado que não havia nenhuma intervenção da polícia e havia muitos rapazes em tronco nu! Fui mais por razões políticas e pelo ambiente. Este ano a London Price esteve focada na Transfobia, e era algo que eu também queria presenciar.

OVER THE RAINBOW no Late Birds Lisbon

FL – Porque te focas tanto em manifestações de rua?

RK – Eu não penso muito, apenas me dá prazer gravar para memória futura. Não consigo passar um segundo sem a câmara, para que consiga captar os momentos certos.

OVER THE RAINBOW no Late Birds Lisbon

FL – Em que situação se encontram, a teu ver, a evolução dos direitos Queer pelo mundo?

RK – Para ser honesto, não tenho ideia, cada movimento Queer tem os seus obstáculos políticos. Por exemplo, recentemente ouviu-se falar do trabalho sexual e a morte de um Transexual. A verdade foi que ela foi agredida pela polícia, e não querem saber das condições em que vivem, sem discriminar os cidadãos.

FL – Qual o artista que o inspira?

RK – Eu não sou muito de citar nomes, por isso respondendo à questão como Jean Cocteau, “o que trataria consigo em caso de incêndio”,“ Eu levava comigo fogo”.

Podes ver o video da exposição -> Aqui <-

Like this article?

Share on facebook
Share on Facebook
Share on twitter
Share on Twitter
Share on linkedin
Share on Linkdin
Share on pinterest
Share on Pinterest
Nelson Farrim

Nelson Farrim

Nelson de Pina Farrim é o Fundador do Portal de notícias Pois.pt, nasceu em 15 de Julho de 1991. Estudou fisioterapia, mas muito cedo percebeu que o seu caminho passava pelo activismo dos direitos das mulheres e da comunidade LGBT+, o que o levou a criar o portal Pois.pt. É modelo, gosta de jogos de consola e pratica ginásio.

Check More Posts

Leave a comment

Log In

Forgot password?

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

To use social login you have to agree with the storage and handling of your data by this website. GDPR Política de privacidade

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.